quinta-feira, 21 de novembro de 2019

Crítica | Midway - Batalha em Alto Mar



Midway - Batalha em Alto Mar conta com direção de Roland Emmerich e roteiro de Wes Tookee, e narra a trajetória dos militares americanos e japoneses na intensa tentativa de vencer a batalha aeroespacial no Pacífico.

O longa é baseado em fatos verídicos travados em junho de 1942 no Oceano Pacífico entre as forças dos Estados Unidos e do Império do Japão durante a Segunda Guerra Mundial. Apenas seis meses depois do ataque japonês a Pearl Harbor e que marcou o início da Guerra do Pacífico entre as duas forças.



O resultado da batalha foi uma decisiva e crucial vitória para os norte-americanos, lembrada na história como o mais importante confronto naval da Segunda Guerra, marcando dessa maneira o ponto de virada no conflito e causando aos japoneses a perda de quatro porta-aviões e dois cruzadores de sua frota, além de duzentos pilotos navais. 

Todo o plano japonês foi executado  na esperança de acabar com as incursões americanas, mas que no fim resultou em uma tentativa frustrada de invadir e ocupar o atol de Midway ( local de instalação de uma base militar americana), enfraquecendo permanentemente a capacidade japonesa de combate no mar e no ar, culminando em sua retirada militar pelo resto da guerra.





De certo Midway é por si só uma grande homenagem aos bravos sodados de ambos os lados que lutaram com coragem, força e que por vezes pereceram no caminho na busca por defender sua amada pátria.

E esse relato de amizade e sacríficio admirável é relatado com maestria em cenas aéreas e marítimas de tirar o fôlego,e também um figurino e ambientação impecáveis. 




Apesar de não se aprofundar nos personagens e não explorar adequadamente as personagens femininas que mal e porcamente aparecem em certas cenas. Midway no amplo aspecto de efeitos visuais e fotografia me agradou muitíssimo, pois foi implacavelmente bem construído e até poderá vir a concorrer a alguns prêmios nesse quisito.

Além disso, é um filme que exalta patriotismo e no geral esta agradando os espectadores norte-amreicanos já que vem encabeçando a lista de bilheteria.



O roteiro de Wes Tooke poderia ter sim se aprofundado em certos momentos, mas nesse quesito entendo que em um filme que espera relatar cada momento importante da guerra não teria tanto espaço para retratar e se prolongar ainda mais nas histórias, já que poderia vir a torná-la cansativa e até pouco atrativa.

Então meus caros cinéfilos lhes dou essa dica de estreia e espero aue fiquem satisfeitos com o resultado final, tanto quanto a minha pessoa ficou. Bom filme!! 

Ficha técnica:

Data de lançamento: 21 de novembro de 2019 (Brasil)

Direção: Roland Emmerich

Roterista: Wes Tooke

Orçamento: 59,5 milhões USD

Música composta por: Harald Kloser, Thomas Wander

Produção: Roland Emmerich, Harald Kloser

Classificação: 14  anos (Brazil)

Gênero: Drama/Ação

Duração: 2h 18m

Nota: 🌟🌟🌟🌟

Elenco: Ed Skrein, Woody Harrelson, Luke Evans, Dennis Quaid, Patrick Wilson , Aaron Eckhart, Nick Jonas entre outros.

Trailer:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não deixe de comentar, sua opinião é muito importante para mim. Se tiver algum blog, só deixar o link que darei uma olhadinha também =]

/>