quarta-feira, 22 de maio de 2019

Crítica: Aladdin - Live Action

Imagem relacionada

Apenas um diamante bruto...


Aladdin é o mais novo live action da Disney que chega aos cinemas com aquele doce sabor de nostalgia para quem cresceu assistindo ao clássico de 1992. Com inúmeras mudanças que trazem a história para os dias atuais, o longa também se mantém fiel ao enredo original, o que agradará ainda mais aos fãs.

Will Smith foi sim um acerto, e ele ficou maravilhoso no papel do tão engraçado Gênio. Esse personagem requer uma veia cômica que sabemos que Smith tem de sobra, além do mais temos um Gênio hilário e mais realista com um enredo próprio mais aprofundado. Quando Will está em cena, o foco é totalmente dele já que ele rouba nossa atenção facilmente.

Resultado de imagem para aladdin 2019 poster

Um outro acerto gigantesco desse live action foi Naomi Scott como Jasmine. Essa princesa da Disney, que já é emponderada por si só, ganha força total com a atuação da atriz e se torna ainda mais forte e poderosa do que a original. Naomi entrega um excelente trabalho, além de encantar a todos quando canta.

Imagem relacionada

Mena Massoud teria um grande peso já que carrega o nome do protagonista (e nome) do filme, porém não é um Aladdin tão convincente assim. Além de sua fraca potência vocal, o ator não consegue se sobressair em suas cenas além de não ter o carisma necessário para um papel tão importante, ficando completamente apagado quando está em cena com Will e Naomi, por exemplo.

Resultado de imagem para aladdin 2019

Com relação a Marwan Kenzari, intérprete de Jafar, pode se dizer que é mais um erro na obra cinematográfica. Um antagonista conhecido por sua maldade sem fim e ambição se tornou apenas um ser um tanto quanto mimado e irritante. O ator não liberou todo o potencial que o papel lhe traz e sua insegurança na atuação pode ser vista claramente.

Resultado de imagem para aladdin 2019

Se você ama as músicas do clássico da Disney, pode ficar tranquilo que elas estão presentes e há até uma nova canção interpretada por Naomi Scott (Jasmine).

A direção de Guy Ritchie (Rei Arthur, Sherlock Holmes) é excelente. Com inúmeras cenas divertidas, muitas cores em tela e um enredo bem fluído, o longa possui ótimos efeitos especiais como Abu (o macaco de Aladdin), Rajar (tigre de Jasmine) e o Tapete Mágico que estão sensacionais. Como nem tudo é perfeito, os efeitos pecam em alguns momentos, mas é até aceitável.

Imagem relacionada

Aladdin é um filme que agrada a todas as idades e principalmente aos fãs antigos dessa história tão cativante, possuindo até mesmo uma pequena referência ao desenho.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não deixe de comentar, sua opinião é muito importante para mim. Se tiver algum blog, só deixar o link que darei uma olhadinha também =]

/>