quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Crítica: Máquinas Mortais


Resultado de imagem para máquinas mortais elenco
Mortal Engines entitulado em português de Máquinas Mortais é um filme de aventura pós-apocalíptico, dirigido por Christian Rivers e com roteiro de Fran Walsh, Philippa Boyens e Peter Jackson, baseado no romance homônimo de Philip Reevey.





Neste brilhante mundo criado por Philip Reeve, a humanidade quase teve um fim em um conflito nuclear e biológico chamado de Guerra dos Sessenta Minutos. O mundo virou um descampado, a tecnologia foi praticamente extinta e todos os esforços humanos se voltaram para um único objetivo: fazer suas cidades sobreviverem.

Para isso, elas precisam se mover, se tornando Cidades de Tração, para se afastar da radioatividade e doenças. Londres é uma grande cidade e está sempre a busca de novas cidades para se alimentar, como dita o Darwinismo Municipal: metrópoles consomem as cidades menores, que consomem vilarejos e assim por diante.

No meio de um ataque de Londres à uma cidadezinha desesperada, Hester Shaw, uma menina com uma cicatriz horrível, tenta matar Thaddeus Valentine, o maior arqueólogo da metrópole. Valentine é salvo por Tom Natsworthy, um historiador aprendiz de terceira classe. 


Resultado de imagem para máquinas mortais elenco

Apesar de algumas falhas no roteiro e em  momentos apresentar pouco carisma dentre alguns personagens, tão necessária para cativar os espectador, Máquinas Mortais pode marcar sim o início de um novo universo cinematográfico fantástico e quem sabe se equiparar ao sucesso de outras sagas adaptadas dos livros para as telonas como O Senhor dos Anéis e Harry Potter. Principalmente por apresentar um cenário pós-guerra e um visual impecável do “épico”.

Acredito ser necessário explorar mais esse enredo  pós-apocalíptico steampunk  - também conhecido como Vapor Punk ou Tecnavapor que é um subgênero da ficção científica, ou ficção especulativa, que ganhou fama no final dos anos 1980 e início dos anos 1990-  tão rico e diversificado baseado na obra de Philip Reeve. Já que por mais que a narrativa seja boa e com ambientação extraordinária, ainda faltou uma egada para enredar de vez o público.

Assim, mesmo sendo repleto de clichês essa nova investida de Peter Jackson como produtor se provou um pouco relevante para  carência que temos no cenário atual. A longa e pesaroso jornada da protagonista Hester Shaw (Hera Hilma- famosa por interpretar Vanessa na série Vinci's Demons) se inicia quando ela parte em uma missão quase que impossível em busca de vingança contra o ambicioso Thaddeus Valentine (Hugo Weaving).


Imagem relacionada


Por vezes o enredo lembra muito Star Wars, principalmente na parceria  de Hester com o sonhador Tom Natsworthy (Robert Sheehan). Porém, não chega ser uma cópia exata, além disso, tem partes com referências fortíssimas ao barão vermelho e muito conteúdo que poderia ter siso bem mais aproveitado ao longo do filme.

Como não li ainda os livros não s estou no escuro quanto a semelhança da história no filme e suas particularidades. Mas,ainda na minha humilde opinião a história poderia ter sido um pouco menos lenta, já que o ritmo empregado ao longo do caminho cansa o espectador e por vezes o faz tirar o foco da cena, uma característica dos filme de Jackson que poderia ter sido melhor realocada.

O diretor Christian Rivers soube explora de maneira eficaz as mais de 2horas de filme para valorizar cada cidade, dando ao espectador ao menos um ou outro momento para se interessar pelo conflito que ronda a história.

 Weaving dá alguma substância para um vilão simplista, e a atriz Jihae, que quando aparece rouba a cena no papel da rebelde Anna Fang, já que ela não tolera injustiças e até seu pai todo poderoso acaba por não escapar de sua ira quando a mesma descobre sobre seus planos nefastos.

Enfim cinéfilos, vão conferir Máquinas Mortais por si mesmos,pois existes muitas opiniões controversas quanto ao sucesso de seu enredo, mas eu já adianto que o universo de Hester com sus cidades concorrentes que lutam incansavelmente por sobrevivência me encantou em certos momentos e despertou em mim a vontade maior de conferir os livros.


Ficha técnica: 


Data de lançamento: 10 de Janeiro de 2019
Direção: Christian Rivers
Orçamento: 100 milhões USD
Produtoras: Universal Studios, Media Rights Capital, WingNut Films
Produção: Peter Jackson, Fran Walsh, Zane Weiner, Deborah Forte, Amanda Walker
Roteiro: Fran Walsh, Philippa Boyens e Peter Jackson
Gênero: Fantasia/ ficção científica
Duração: 2h 9m
Avaliação: três estrelas 

Elenco:Robert Sheehan, Hugo Weaving, Hera Hilmar, Ronan Raftery
Mortal Engines



Sobre os Livros:






               Máquinas Mortais por [Reeve, Philip]

                        Capa Original                                                Capa Nacional



Outros livros da série:


       
Predator's Gold (Mortal Engines, Book 2)             Infernal Devices (Mortal Engines, Book 3)                     



                                               

                                          Night Flights: A Mortal Engines Collection




Sobre o autor:


Resultado de imagem para Philip Reeve


Philip Reeve é um escritor e ilustrador inglês. Escreveu a série de livros Mortal Engines, cujo primeiro título de mesmo nome foi adaptado e irá estreou recentemente nos cinemas.




Trailer:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não deixe de comentar, sua opinião é muito importante para mim. Se tiver algum blog, só deixar o link que darei uma olhadinha também =]

/>