quarta-feira, 31 de maio de 2017

Crítica : Mulher-Maravilha




Oi pessoal ! Tudo bom ? 

Hoje tenho o imenso prazer e felicidade de escrever a crítica do filme que narra a história de uma das minhas personagens preferidas Wonder Woman.

Mulher-Maravilha chega às salas dos cinemas brasileiros  e  descreverei tudo que presenciei na cabine de imprensa em IMAX 3D. Os cinéfilos que já me conhecem sabem muito bem que sou mega fã de super heróis e ainda mais desse ícone feminino, mas tentarei me manter imparcial nos meu relatos, apesar de estar muito empolgada e animada com o tamanho da perfeição com que todo esse filme foi desenvolvido. 




Assim, Gal Gadot retorna como a Diana só que agora ao lado de Chris Pine (filmes “Star Trek”) no épico de ação e aventura dirigido por Patty Jenkins (“Monster: Desejo Assassino”, série da AMC “The Killing”) a partir do roteiro de Allan Heinberg, história de Zack Snyder & Allan Heinberg e Jason Fuchs, baseada nos personagens da DC e criação de William Moulton Marston

O longo inicia-se dando continuidade aos últimos acontecimentos do Batman x Superman e a partir desses fatos Diana passa a relembrar toda sua trajetória e o verdadeiro motivo que a fez tornar-se a Mulher-Maravilha. 



Treinada desde cedo para ser uma guerreira imbatível, Diana Prince nunca saiu de seu lar, uma paradisíaca ilha em que é reconhecida como princesa das Amazonas, porém quando o piloto americano Steve Trevor cai com seu avião nas águas  de Themyscira (nome copiado da cidade da mitologia grega Temiscira) ou Ilha Paraíso, ela descobre que uma guerra sem precedentes está se espalhando pelo mundo deixando no caminho uma trilha de mortos .




Então, sem pensar nas consequências ela decide deixar seu lar, certa de que poderá de alguma forma por um fim a esse conflito que esta assolando o mundo. Logo Diana se une ao Steve em posse da matadora de deuses com uma única missão em mente, derrotar Áries e salvar a humanidade, no entanto, no caminho descobre o seu verdadeiro propósito e de quebra a dimensão de seus poderes.

De maneira nenhuma posso deixar de ressaltar o brilhantismo não só dos desenvolvedores da ideia, do roteirista e da Gal ao encarnar a personagem, mas também devo parabenizar toda a equipe técnica que conseguiram atingir o objetivo e enfim fizeram o que sempre nós nerds de plantão mais queríamos, uma super produção da DC Entertainment impecável nos mínimos e mais simples detalhes. 



Posso afirmar que eu vivi para assistir esse dia glorioso em que a DC finalmente acertou na sua produção e calou todos os críticos de plantão, que com absoluta certeza estão aclamando com louvor essa sua mais nova reprodução dos meus amados HQs, seguindo o exemplo da trilogia do Batman, prevejo um sucesso iminente.

Cinéfilos, nerds/geeks e fanáticos de plantão eu pararei por aqui para não soltar nenhum spoiler sem querer querendo, mas  só darei um único conselho sagrado para todos vocês, corram na velocidade que seus pés permitirem para o cinema mais próximo, se afoguem na pipoca e relaxem, pois o melhor filme da DC Comics irá começar. Bom filme e aproveitem para se deleitar com essa estrondosa caminhada de Diana Prince.






Ficha Técnica:

Título original: Wonder Woman
Direção: Patty Jenkins
Música composta por: Rupert Gregson-Williams
Figurino: Lindy Hemming
Roteiro: Geoff Johns, Allan Heinberg
Criador da idéia original: Zack Snyder, lAllan Heinberg e Jason Fuchs
Produção: Warner Bros, DC Entertainment, Atlas Entertainment, Cruel & Unusual Films
Distribuidor brasileiro (Lançamento): Warner Bros.
Diretor de fotografia: Matthew Jensen
Data de lançamento:  1º de Junho de 2017
Gênero: Aventura, Fantasia e  Ação
Nacionalidade: EUA
Duração: 2 h 21 min
Nota: Cinco estrelas

Elenco:   Gal Gadot, Chris Pine (filmes “Star Trek”), Robin Wright (“Millennium: Os Homens que Não Amavam as Mulheres”, série da Netflix “House of Cards”), Danny Huston (“Fúria de Titãs”, “X-Men Origens: Wolverine”), David Thewlis (filmes “Harry Potter”, “A Teoria de Tudo”), Connie Nielsen (série da Fox “The Following”, “Gladiador”), Elena Anaya (“A Pele que Habito”), Ewen Bremner (“Êxodo: Deuses e Reis”, “Expresso do Amanhã”), Lucy Davis (“Todo Mundo Quase Morto,” série de TV “Better Things”), Lisa Loven Kongsli (“Ashes in the Snow”), Eugene Brave Rock (série de TV “Hell on Wheels”) e Saïd Taghmaoui (“Trapaça”) entre outros.



Trailer:





E não deixem de conferir o vídeo no nosso canal do Youtube.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não deixe de comentar, sua opinião é muito importante para mim. Se tiver algum blog, só deixar o link que darei uma olhadinha também =]

/>