domingo, 28 de agosto de 2016

Evento: Tarde de Autógrafos com Audrey Carlan - Rio de Janeiro

E ela lembrou de mim...
Hoje foi o dia de ver a Audrey Carlan. Ontem postei a resenha de A Garota do Calendário - Janeiro (como vocês podem ver na postagem abaixo, rs) e hoje foi a saga da leitora que vos fala....

O evento era às 17h no shopping Rio Sul, em Botafogo, então saí meio dia de casa já que, além de longe, as senhas seriam distribuídas às 15h. Lá fui eu nesse calor, junto com meu esposo que foi me acompanhar em mais uma empreitada, e cheguei tranquilamente. Encontrei minha amiga e pegamos nossa linda senha.

Pulseiras já detonadas...



Graças à Bienal de São Paulo, o evento contou com menos pessoas do que geralmente se vê nesses eventos, falaram de ter por volta de 80/90 pessoas. Então, dessa vez e pela primeira vez, participei de um evento tranquilo, sem tumulto e sem estresse. E para passar o tempo, nada como conversar sobre livros com a galera da fila e dar muitas risadas. É muito bom interagir desse modo e ver que há pessoas com ideias parecidas, como também é bom ver gente com opinião oposta, mas que respeita a opinião alheia.

Olha a gente aí!!
E chegou a hora tão aguardada. A Audrey chegou no recinto e esperamos ansiosas pela nossa vez. Demorou? Demais da conta!! Mas foi por uma boa causa. Como o evento estava tão tranquilo, rolou até selfies (como aquela lá em cima). Todos saindo satisfeitos e nada de chegar nossa vez...

Munida com meus livrinhos, chegou a hora!
O que falar da Audrey? Apenas que ela é uma fofa, simpática, amorosa, enfim, um amor de pessoa. Assim que cheguei perto, ela olhou bem pra mim e disse que eu lhe parecia familiar, perguntou se eu tinha ido ontem na Bienal e respondi que não. Ela continuou me olhando e quando disse Instagram, ela imediatamente lembrou de onde eu era. Foi graças a isso que ela me reconheceu:

Mostrei esse print e na mesma hora ela disse que lembrava de mim, dessa foto e ainda disse que olhou minhas fotos. Pois é, fui stalkeada por uma escritora que gosto!! Na mesma hora falei alto para minha amiga na fila que ela tinha lembrado de mim (falei em inglês) e a Audrey riu, provavelmente me achando doida. Na hora de assinar meus livros, eu disse que Janeiro era o mês do meu aniversário e ela escreveu nele:


Tem como amar ainda mais essa mulher?

Aí foi a vez da selfie, das fotos extras, do beijo, do abraço, dos brindes e do iminente adeus. Acho que nem preciso dizer o quanto amei e o quanto desejo que ela volte. Acho que uma das melhores sensações para um leitor é essa: voltar para casa feliz por encontrar um escritor e ele ter sido tão carinhoso, tão receptivo. Dá gosto de comprar seus livros, de ler suas histórias e de voltar em um evento futuro. Digo isso porque já tive experiências desagradáveis e me desanimaram muito em tudo isso que citei. Mas Audrey Carlan se encaixa no exemplo que todos deveriam seguir: apreciar seus leitores e tratá-los bem, já que somos nós que acompanhamos seu trabalho e os tornamos no que são hoje. Encerro esse post muito feliz e com algumas fotos. Desculpem qualquer erro, mas o sono e o cansaço é grande demais, sendo que não podia esperar para compartilhar essa minha felicidade. =]






Os brindes <3

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não deixe de comentar, sua opinião é muito importante para mim. Se tiver algum blog, só deixar o link que darei uma olhadinha também =]

/>